Dry Martini

Rei dos coquetéis, dono de uma série de receitas e variações e estrela dos filmes de James Bond. Quando o assunto é um grande ícone como o Dry Martini, as histórias se entrelaçam e se complementam.

Playlist Dry Martini.

dry_martini.jpg

Dry Martini

Mexido ou batido? Engarrafado!

Rei dos coquetéis, dono de uma série de receitas e variações e estrela dos filmes de James Bond. Quando o assunto é um grande ícone como o Dry Martini, as histórias se entrelaçam e se complementam.

O primeiro registro sobre essa receita é de 1882, no Manual dos Bartenders, de Harry Johnson’s. Porém, seu modo de preparo era diferente do atual: absinto, gim, vermouth, um toque de bitter, xarope de goma e gelo.

Pouco tempo depois, a receita aparece novamente registrada. Desta vez, batizada de Martínez e publicada em The Bartenders Guide, de Jerry Thomas – referência da coquetelaria nos Estados Unidos. Seus ingredientes? Maraschino, vermouth, gim, bitter e gelo. Todos batidos.

Conforme os guias eram publicados, sua receita se transformava até chegarmos à versão que conhecemos hoje: gim e vermouth, finalizados com uma azeitona verde no fundo do copo. Apesar de os ingredientes estarem definidos (por enquanto), há ainda outra dúvida na hora de preparar o Dry Martini: a proporção.

“Escolhi a composição clássica, mas este é um drinque pode ser feito de diversas maneiras, desde 1 dose de gim para 1 de vermute até 7 de gim para 1 de vermute. Eu escolhi combinar 5 doses para 1 porque acredito que seja a opção mais equilibrada, sem que o sabor de uma das bebidas sobressaia ao da outra”, conta André Clemente, fundador da Bitter&Co.

E é claro que um drink tão importante para a mixologia também teria uma história especial na Bitter&Co. É que ele foi o segundo coquetel engarrafado a entrar em nosso portfólio e, desde então, faz o maior sucesso.

O Dry Martini Bitter&Co. vem pronto para beber. Tudo o que você precisará fazer é deixá-lo gelar antes de servir, escolher uma taça coupé e finalizar com uma azeitona. Você também pode adicionar um pouco da salmoura da azeitona (e terá o Dirty Martini) ou trocar a azeitona por minicebola em conserva (e terá o Gibson).

Por fim, acesse a nossa playlist criada especialmente para apreciar este drink.